domingo, 2 de março de 2008

Entre Aspas

"Fico tão cansada às vezes, e digo para mim mesma que está errado, que não é assim, que não é este o tempo, que não é este o lugar, que não é esta a vida. […] Claro, é preciso julgar a si próprio com o máximo de rigidez, mas não sei se você concorda, as coisas por natureza já são tão duras para mim que não me acho no direito de endurecê-las ainda mais"

Caio Fernando Abreu em Pedras de Calcutá

Então…

"[…] no fim desses dias encontrar você que me sorri, que me abre os braços, que me abençoa, e passa a mão na minha cara marcada, no que resta de cabelos na minha cabeça confusa, que me olha no olho e me permite mergulhar no fundo quente da curva do teu olho. Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços, você cobre com a boca meus ouvidos entupidos de buzinas, versos interrompidos, escapamentos abertos, tilintar de telefones, máquinas de escrever, ruídos eletrônicos, britadeiras de concreto, e você me beija e você me aperta, e você me leva para Creta Mikonos, Rodes, Patmos, Delos, e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo, tudo bem"

Caio Fernando Abreu em Pequenas Epifânias

Porque ontem não foi um bom dia. Porque eu fiquei com muita raiva. Porque eu senti vontade de chorar. Porque tive vontade de sumir, de me dar por vencida... Daí ouvi sua voz, e tudo ficou bem melhor.
E estes fragmentos revelam exatamente o que sinto em relação a você, minha paz.


Trechos retirados de "Entre Aspas".

8 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Muito bons! Eu prefiro o primeiro, é a minha cara!

Beijos

Aline disse...

Eu adoro tudo que ja li do Caio, nunca li nhum livro dele. mas ja li muitos textos espalhado pelas comunidades do orkut da vida. gosto muito do jeito dele de escrever e blablabla. tu ta lendo esse livro ? é bom ?

beijo.

Raquel disse...

Que bonito isso. Bonito pra caralho.

raquel disse...

No meu caso, só são os batimentos mesmo. Eu consigo ouvir "tum-tum-tum". Quando eu tinha sete anos, me disseram que se o coração parasse de bater, a pessoa morria. Daí, toda a hora eu colocava a mão no peito.

Sujeito Oculto disse...

Acabou de me ocorrer algo interessante: toda a nossa vida se passa entre aspas. É um emaranhado de citações recontextualizadas que dá a impressão de ser algo original. Mas não é.

Thony Oscar disse...

Nossa comentario do companheiro ai de cima realmnte faz sentido!!!

E naom naum devmos ser duros connosco, pois a vida já é ao extremo temos o dever é de tentar nos fzer ao maximo felizes, pois o tempo para isso é curto!!!!

bah e eu sei q foi pra mim os posts....coff coff coff =P
Èéééééé, NAum na verdade naum tenho quase qa incerta certeza q é apara o filho santissomo do nosso bom senhor (6)³³³³³...
ah e vc tah no meu fotolog 2 vezes...pq EU TE AMO DE MONTAUMZAUM!!!!!! s2*....

Luc's • {conversa.oca} disse...

Se foi Caio que disse, eu não vou negar.

.
.
Lucas

Lyani disse...

Nossa... obrigada por dar os créditos de onde tirou os trechos!!!
Fiquei feliz de vê-los aqui...
Caio é demais não é?
Bjokassss

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.