quinta-feira, 13 de março de 2008

Recuse imitações.

Não gosto que ninguém me imite. É, não gosto mesmo não! Aliás, eu odeio isso.
É chato, irritante, desprezível e desnecessário!

Ok, ok... Vou me acalmar... *pega o boneco de plástico e mete a porrada*

Então, ultimamente estou tendo a terrível impressão (mentira, tenho certeza) de estar sendo descaradamente imitada. Até um 3º furo na orelha, igual ao meu, foi feito. E que eu me lembre, um 3º furo era coisa demais, brinco demais, um bazar móvel e blábláblá.
E agora também só existe a cor roxa na face da Terra. Que por acaso, é minha cor amada e idolatrada.
O estilo de roupa está se tornando o mesmo!! Não havia compatibilidade anteriormente, e agora eu tenho praticamente uma réplica minha solta pelo mundo!

Em 2004 e 2005 vivi este mesmo pesadelo, só que com outro indivíduo. Até estilo musical e corte de cabelo foi copiado de minha pessoa. E não é nada bonitinho não! É terrível você saber que alguém está te imitando pra tentar ser você. Usando suas gíras! Suas manias linguísticas! Seus gestos!
É deprimente. Uma puta falta de personalidade, na minha humilde opinião!

Sabe, acho isso até fofinho, mas só no início. Mas início mesmo, tipo os primeiros 5 minutos.

Eu sei que existe muita gente que adora ser imitada, mas os famosos de plantão que me perdoem (ou não, posso viver muito bem com isso), eu não tenho a menor vocação para ser um ícone-pop-fashion do mundo globalizado.
Lógico que gosto de encontrar pessoas que tenham coisas em comum comigo, mas não que sejam eu!

Muito obrigada pela atenção, volte sempre.

Ps.: Fiquei extremamente feliz por você ter gostado do presente.
Fui tomada pela criatividade. Admito que nem ia te mostrar, pensei: "Mas eu mal a conheço!"; Contudo, sou ansiosa e fui possuída por uma vontade incontrolável de querer, sim, que você visse, afinal de contas, era seu!

17 comentários:

Ciça. disse...

Odeio isso também. Lembro quando eu era mais nova, na época de colégio tinha uma amiga que me imitava de qualquer jeito possivel. ODEIO!



:*

Aline disse...

Cara acho que todo mundo ja passou po isso com algum amigo próximo. principalmente na época da escola. Eu ja fui copiada descaradamente e terrivel era ver a pessoa dar a entender aos outros que eu que copiava ela. ja pensei muito nisso. e fico morrendo de medo de copiar alguém. mas tem o lance da identificação tbm né. eu sei que eu pego mutio as coisas das pessoas com quem convivo e percebo quando elas pegam de mim. mas copiar é desejo de ser a outra pessoa. ai é triste mesmo.


beijos.
eu tbm queria ter ido no show do Pear Jam.

O Profeta disse...

O Sol abandonou o céu
A Lua ironiza no celeste
Soltas perversas vontades
Cruzam a tua vida agreste


Convido-te a partilhar a minha visão da forma em
como a vida às vezes é perversa para algumas mulheres…


Doce beijo

Caio Sarack disse...

Tranqüilize-se, falta de personalidade alheia não é novidade.


Agora, se você é uma das poucas personalidades boas da atualidade, tinha que se sentir um pouco Gandhi!

Bem, mas acontece.

raquel disse...

Você merece… gr… você merece uma mordida! Daquelas no sentido ruim da coisa, que deixa marca por vários dias e tudo mais. Loira esperta e folgada. Ham.

Luc's • {conversa.oca} disse...

Copia-se o que é bom. Já é um lado bom da coisa a se pensar.

¬¬




# Lucas.

Jéssica V. Amâncio disse...

ei,roxo é minha cor favoria!há,me senti imitada agora. rs brincadeira.
isso é completamente coisa de gente que não tem personalidade, liga não! você tem!
:]

Dama de Cinzas disse...

No meu trabalho tinha uma mulher que fazia questão de comprar as mesmas blusas que e eu e ir trabalhar com elas! Era algo tão escancarado que todos riam da situação!

Passei a comprar blusas em uma outra loja distante e não dizia onde era, assim a coisa parou!

Na verdade eu não me importava muito, o chato era o dia em que íamos iguais, parecendo um uniforme de trabalho... rs

Bjs

J@de disse...

Também acho ridículo, mas ainda bem que eu não tenho essa "sorte" eu heim!! hehehehe!!
Minha "sorte" é com gente que gruda e quer ficar debaixo da minha asa eu heim!!
Beijos!!

Marcelo disse...

Ora, você tem estilo, e o seu estilo agrada as pessoas, isso é bom, não?
Sei que não é agradável ser imitado, mas é bom saber que você está se tornando uma formadora de opinião.
Gente com estilo é raridade, curta o seu e deixa o povo curtir também...

Beijinhos meus.

Cineasta 81 disse...

Imitação é uma coisa, inspiração é outra. Imitação é mesmo uma porcaria, a pessoa copia exatamente igual o que viu, mas convenhamos, é difícil ser um bom imitador, reconheça pelo menos a perícia do seu falsário.
Quanto a inspiração, é algo bem melhor, a inspiração constroi. Quando você é inspirado por algo, você se utiliza da sua própria individualidade para criar outra coisa, diferente do imitador que possui no lugar da própria individualidade um vácuo sem fim, a tortura existêncial. Não odeie seu imitador, a pena é um sentimento natural, ensine-o a tornar se alguém.

Eu to inspirado hoje.

raquel disse...

(contradizendo a Aline)

Acho que nunca fui imitada não. Sempre tive estilo escroto demais pra ser imitado. Escroto demais não… Eu diria… Largado-arrumadinho. Sei lá. Nem sei.

Poxa, eu nunca que ia te imitar, porque nem orelha furada tenho, que dirá seus zilhões de furos, não é mesmo? E eu nem tenho peças roxas. Preciso atualizar meu guarda-roupa de acordo com você.
Acho que eu nem me importaria de ter um clone. Mas é o que eu disse:
1. Ou você tem um estilo extremamente foda.
2. Ou você é extremamente tosca.

Porque gosto popular é coisa de louco! Haha!

Beijo.

:*

Nathália disse...

Por questão de bom senso, eu prefiro ser extremamente foda.

Hahahahaha!

Geminiana Doce disse...

Lindona....O que é bom sempre será copiado...isso vai acontecer sempre...Qualidade impera e causa inveja...Claro que as cópias serão umas porcarias....Já viu Schin Cola ter o mesmo gosto da COCA-COLA...rsrs
Quanto ao presente....A-D-O-R-E-I sim e muitão.....Te mandei a música que publiquei no meu blog e vc gostou...Recebeu por email?
Bjos e luzzzzzzzzzzzzzzzzz

raquel disse...

Você quer me fazer sentir como? Hein? Mas olha, eu nem sinto, porque você sabe que a não-concluída dedada no olho foi dita sem sentimento. Sabe. Não discuta.

Menina, o barraco-da-novela foi divertidíssimo. Me senti uma sádica rindo, mas é que era muito engraçado. A faca na cama, a fuga, a surra. Muito engraçado. Mesmo.

É que coelhinho saltitante foi a ofensa que eu lembrei só depois, quando eu estava deitada, pensando no que eu escrevi e em toda a minha (inexistente) reputação.

Sabe que esse papo de “passando, lavando, cozinhando pra você” me lembram aquelas mulheres que já tem o casamento todo ferrado, mas mesmo assim, não largam? Tipo:
— Gente, dez anos não são dez dias!

Querendo aumentar o período na base da força, olhe só!


Não sabia que eu que havia despertado a Madre Teresa de Calcutá morta e enterrada no seu subconsciente. Acho que até atiçava esse seu lado ruim de ser. Mas que bom. Muito bom, Raquel. Muito bom. Estou progredindo.
Você está fantasiando, meu bem. Menininha (verdade, verdade) da voz fofa e gaguejante (bom, isso é verdade, mas é só quando eu estou nervosa e eu não tô nervosa sempre!). Hahaha. Não é fofa. É feia!

Eu ia fazer! Um post inteiro não. Mas a metade de um sim. Fiquei com mór peso na consciência. Na verdade não fiquei, mas, putz… Você é você. :}

Às vezes eu fico em off no MSN também. Mas se eu vou conversar com alguém, eu fico online. Porque senão, a pessoa vai ficar se sentindo toda importante. Quando eu faço isso eu nem sinto nada.



Que bom que você admitiu seus sentimentos por mim. Oh, já estava cansada de fazer doce, mas é que, sabe, possuo um problema seríssimo (ênfase no íssimo) em falar sobre meus sentimentos. Mas eu não sou de pedra, tá? Esqueci sobre o que eu estou falando. Vou pensar. Hm.


AH! E eu tenho um problema seríssimo em admitir sentimentos. Estou sendo repetitiva. Já que você parou de fazer doce primeiro, então eu digo. Chega de eufemismos. Cara, ai, que vergonha.
Eu te amo, sabia? Muitão! E nem é porque você disse isso também não. É verdade! Desabafei. Humpf. Você já faz parte do meu dia e do meu coraçãozinho.
Eu ia dizer mais alguma coisa, só que eu esqueci o que é.

Menina fofa! Ownnnnn! Fofa! Fofa! Nhac, nhac! Nhnnnnn!

Você merece uma mordida. E um beijinho. Nhn. Beijo e boa noite!

P.S.: Acho “boa noite” tão cafona.
P.S.²: Isso aqui tá bombando, hein? Que sucesso, menina!

Vida em Palavras disse...

Nossa concordo plenamente com você, me identifiquei demais com esse texto porque na semana passada passei por situações bem parecidas, minha irmã que diz assim - Vc devia achar é bom alguém te imitar, é porque te admira!! Mas esse conselho não serve p/ mim porque mesmo assim fico irritadissíma!!!!

Adorei seu cantinho. bj

Alessandra Leahr disse...

show de bola

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.