quinta-feira, 20 de março de 2008

Pesadelo.

Mulher deveria nascer só com sobrancelha e cabelo. Te contar...

Por falar nisso, Campo Grande decididamente se encontra na esquina do inferno com o centro da Terra. Lá não é só quente pra caralho caramba; é quente, abafado e sem vida.
E minha faculdade é lá. Que legal, não é?
Tudo bem, tenho que admitir: na faculdade não é tão quente assim. Mas até chegar lá, sim, é quente demais.

Tá, mas não era sobre pêlos ou temperaturas altíssimas que eu ia falar.

Ontem fui na reunião "explicativa" sobre como funciona o sistema da faculdade. Podia tirar dúvidas também. Cada pergunta imbecil. Incrível.
Meu pai e minha mãe foram comigo. Ooh, que bonitinho.
Mas eu preferia ter ido sozinha. Não que eu não goste dos meus pais, não é isso. Só que eu prefiro ir sozinha a todos os lugares. Faz parte da minha personalidade.

Então, mas foi ontem que eu caí na real: vou realmente precisar reaprender matemática e física.

...

Socorro! Alguém me dá um tiro na cara!

Sabe, eu realmente fui boa em fazer cálculos até minha 8ª série (que agora é denominada por um outro nome que eu não faço a menor idéia de qual seja. Mas deu pra entender, né?).
Daí, quando entrei no 2º grau, mudei de colégio. E no colégio novo, onde a média era 6, se você não alcançasse a média anual mas fosse bonzinho, o Conselho te passava de ano.
Aliás, até se tirasse uma nota baixa e o professor fosse com a cara do aluno, ele dava mais 1 ou 2 pontos na nota da prova desse aluno. Bom, não é?
Na verdade não.
Eu tive um trauma com as ciências exatas na 8ª série por causa do professor novo. Ele era horrível para explicar o que quer que fosse. Daí passei minha 8ª série estudando enlouquecidamente pra matemática e nunca tirava mais do que 7, a nota mínima necessária. Sendo que eu era aluna acostumada com nota baixa ser igual a 8. Traumatizei!
No colégio antigo, se você não alcançasse a média anual, tinham 2 provas de recuperação com a matéria do ano todo (do-ano-todo!!!). E se você não passasse nessas 2 provas, por mais bom aluno que fosse, eles te jogavam no fogo do inferno. Sem piedade. Cheidiódio.

Perdi a linha de raciocínio...
[Longa pausa para recordar; vou aproveitar e comer alguma coisa. Já volto.]

Ah, sim. Daí que não me preocupei com matemática, física e química no 2º grau inteiro.
E bem, eu fui justamente me interessar pela área de informática, que tem matemática e física (química só no período básico).
Cálculo 1, 2, 3... 5 mil!
Talvez eu saia da faculdade direto para alguma Casa de Repouso para Maníacos Psicóticos. Ou vire um gênio nas ciências exatas. É possível também, ora essa.

Sempre achei incrivelmente interessante pessoas com o poder de entender matemática. Eu já tive esse poder um dia. Meu 2º grau retirou-o de mim. Ou eu o retirei de mim, devido minha maldita acomodação.

A questão é: lá vou eu reaprender tudo de novo. Tudo aquilo que enfiei na minha mente que é extremamente difícil e irritante. Por isso tô achando tudo isso um pesadelo. Tenho que parar de pensar assim.
E que minha memória me ajude...

24 comentários:

Mary West disse...

Nada sei sobre calculos, fui atleta no colégial e sempre fugia dessas coisas. Hj em dia faz falta neah? Tipow vergonhoso naum saber direitinho porcentagem e talz. Boa sorte p/ ti! ;)

Mary West disse...

Puxa adorei seu comentario, expressou até melhor do q meu texto, penso quase assim tb ó, oq me emperra nessa situação é o pós morte, mas aí é outra historia...Beijos e add tb!

Marcelo Martins disse...

Eu nunca tive problemas com matemática e física...
na verdadee, amo física e todas aquelas fórmulas.Física é só uma questão de aplicar a fórmula correta no "problema" correto.

Se um cabra despenca de um prédio porque pegou a sua mina na cama com outro e você precisa saber o tempo que ele vai levar para se esborrachar no chão, e o cara pesa 100kg e a distância dele do solo é de 10 metros é só aplicar a fórmula da velocidade: V=Vo+a.t

Simples...=P

Beijinhos, menina estudiosa.

raquel disse...

Eu tenho um tio que mora em Campo Grande. Campo Grande é um lugar longe, na minha concepção. E sim, é quente, abafado, sem vida e tem gente esquisita nos meus padrões de gente esquisita.

E eu odeio tudo o que é relacionado a exatas. Odeio. Odeio com todas as minhas forças. Odeio até a morte. Porque é inútil. Porque é… caraca, é inexplicavelmente odiável!
E não é que eu tenha problemas com isso (só com calcular trocos, mas isso é outro papo), acho fácil, mas, mas… Dá pra você entender? Não. Esquece.

E eu não sou a pessoa mais legal, interessante e mordível do mundo. :/

Marcelo Martins disse...

Hahaha...Sei não viu...

Na minha época de colégio nem internet existia, hoje temos o Pai Google e as respostas para a quintessência universal.
Uma coisa que eu fazia e dava muito certo era desenhar essas cenas dos "problemas".
Eu desenhava o prédio e o chifrudo em cima dele com cara de sofredor.
Depois escrevia o tamanho do prédio (distância do solo) e o peso do gordo feioso.
Assim eu conseguia memorizar a fórmula sabe-se lá por quê.

Um antifgo professor de física meu, dizia que precisaríamos escrever as fórmulas que estávamos estudando no espelho do banheiro, assim sempre que fôssemos nos pentear estaríamos estudando também.

Smack!!!

Cada maluco com suas maluquices...

Ana Laura disse...

Olha, vou ser sincera, acho que � pedir demais se dar bem com as letras (como vejo que voc� se d� pelos textos �timos que escreve) e se dar bem com os n�meros. Eu particularmente luto apenas com as letras e sempre odiei qualquer tipo de exatid�o (num�rica ou de qualquer outra ordem). Mas tenho consci�ncia que existem seres que s�o mais dotados mentalmente e pacientemente do que eu, e acredito que podem conseguir numa boa... Boa sorte!

Parab�ns pelo seu blog. Muito raro e muito bom.

Alice D. disse...

gente, do que sera sua faculdade?
sempre me dei muito mal com matematica e fisica também :/


então eu também não conheço a frança, mais amo paris
dhsuaihdua

e o nick é por causa da musica do faichecleres, você conhece?

linkada já!
;*

Ana Laura disse...

Sériouss???

Digitei no google imagens: "tímpano", acho que foi isso, e achei a imagem! a frase é um pouco óbvia para a imagem, ou será que só nós duas pensamos assim???


Adorei seu layout e seu blog todo... Li quase tudo que escreveu!
Faz pouco tempo que tenho um blog, e agora que tô descobrindo os outros blogs além do meu. (egocentrismo exacerbado)

Ah não, eu não sou gótica, apesar de adorar roupas pretas por criarem a ilusão de que a gente está mais magro, mas não uso cuturnos, prefiro os saltos agulha, e a maquiagem preta eu adoro mas com muito mais brilho! (risos)

Eu tenho mesmo uns gostos mórbidos como por hospitais, pessoas pálidas e mortes por doenças pulmonares, mas isso é outra história... Sim, sou bem feliz, gosto de rock, mas não dos pesados. Prefiro pop e mpb. Enfim, acho que não sou gótica. Pelo menos não gosto de cemitério.

Ah, quanto ao tarja preta, eu tomo, para emagrecer...

Compulsão pela escrita? Parece que nem sei mais o significado contrário disso! hahahaha


Obrigada pela visita. Sem ser puxa-saco, mas seu blog é um dos melhores que encontrei por aqui!

Outro.

Daniela Filipini disse...

Oi amor, melhoras ai vio =(
odeio matematica ¬¬
hehe, beijão ;*

Ana Laura disse...

Até onde será que iria esse diálogo entre compulsivas falantes? Adorei a parte das ondas cerebrais, apesar de que ás vezes sinto que as minhas fluem assim: (________ ____________) ou seja, há espaços vagos. hahaha...

Pronto, ganhou, já te adicionei na minha lista do bem!


Feliz páscoa. Beeijo.

Ana Laura disse...

Ah, e também desejo que não tenha convulsões! Pelo amor de jeová-rei nééé! A não ser que suas "cólicas mentais" fiquem ainda melhores! rs


Não, retiro, é "du mal" mess...

Mariana disse...

Amei o jeito q vc escreve... juro que se eu tivesse emocionalmente pata eu comentaria com maior gosto....

vou te linkar, pra voltar.. bjss!

Mariana disse...

pata não.... apta....
pata é como estou agora...
uma pata choca... hahaha

Mariana disse...

Não.. quer dizer.. nao procuro fazê-lo.. mas as vezes é inevitavel.. porq?? vc sentiu isso??

haha bjs

Mariana disse...

hahaha junte-se a mim e dominaremos o mundo!!!

uuuaaaahahahahahaha (sabe aquela risada? )


ou, você quer dominá-lo sozinha...
só você...
mais ninguém.. você com você mesma??


bjocas querida...

Jaque disse...

Tbm gostaria de ter feito um curso que tinham matemática e física no meio, matemática nem tanto, mas físíca, é a morte! Abomino. Então, parti pra humanas... Quam sabe daqui alguns anos mais pra fernte eu tenha que rever matemática e física... E esteja meio piradinha como vc. Eu desejo boa sorte pra ti!

;*

Caio "Sáraqui" disse...

Eu vou bem em exatas...:P

^^

raquel disse...

Isso aqui está bombando. Sinto-me pequena diante de tanta gente.




Gostei sim. Adorei. Só porque não tem ritmo. Só porque não tem rimas. Você é tão amável e mordível! Nhac!

raquel disse...

Assim eu me sinto hiper importante. E isso é bom. Muito bom, Raquel. Muito bom.

Você que é fofa! Você que é mordível! Você que conquistou meu coraçãozinho! Humpf!

Posso dizer? Quando eu li o seu comentário, o primeiro, eu pensei “dur, pois essa menininha deve ter comentado somente por educação, deve ter achado tudo uma merrrda e ficado com pena”. Mas, você foi a pessoa mais legal que apareceu na minha vida nos últimos tempos. Poxa.

raquel disse...

Sabe que hoje, quando eu fui comprar chocolate pra mim, eu quase… Mas eu quase comprei pra ti também. Fiquei pensando “a loira talvez fique feliz”. Mas não comprei, sei lá o por quê. Me odeia? Não, né. Você acabou de dizer que me ama. Então é porque me ama avassaladoramente e pronto.

Esses seus “últimos tempos” engloba quanto tempo?!

Pois eu te amo também! Muitão, assim. Muitão. Muitãozão. Ai.

raquel disse...

Você é incapaz de me odiar. Diz aê!

Rafael Velasquez disse...

boa páscoa!

Dama de Cinzas disse...

ehehe!!

Vc escreveu esse post de um jeito que se não fosse trágico é muito cômico!!

Mais ódio de matemática eu tenho por química, uma vez fiquei reprovada num vestibular porque não poderia zerar nenhuma prova e eu zerei química! Odeeeeio química e não entendo nada de mol e afins!

Já morei em muitos lugares do Brasil, inclusive em Campo Grande que é quente, mas morei tb em Bangu, com certeza Bangu fica na boca de um vulcão, porque aquilo é absurdamente quente!

Muito bom seu post!

Beijos

Flá Costa * disse...

menina do céu,
uma das maiores dádivas de eu ter entrado na fdaculdade de jornalismo foi o divórcio oficial com quimica e física!

odeio!
amém!
rs

beeeijoca.*

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.