quinta-feira, 10 de abril de 2008

I can't help it.

Achei uma fofurinha todos os comentários anteriores, todos mesmo. Poxa vida, as pessoas mais legais estão todas na minha vida (ê conversa de bêbado!).

Daí que se fosse só layout eu tava feliz da vida, mas não é. O blog é minha válvula de escape, mas não está mais adiantando.
A troca enlouquecida de layout é porque eu tô tentando arranjar alguma coisa menos inútil pra pensar. Mas nem besteirinhas como essa está conseguindo me deixar satisfeita com alguma coisa.

Eu queria entender certas coisas, eu queria entender a vida e tudo o que acontece nela.
É tão estranho às vezes você ter certeza de que sabe tudo, tudo sobre todas as coisas (independente da idade que tenha), e de repente vê é que não sabe nada, nada! Necas de pitibiribas.

Nem tenho certeza do que me incomoda tanto, só suspeitas. E eu nunca conversei tanto comigo mesma antes de dormir.
Essa noite, por exemplo, eu devo ter pensado em 10.000 coisas, e nem é exagero (só um pouquinho).
Sabe aquela frase do Friedrich Nietzsche que diz: "E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você."? Então, todas as noites eu tenho olhado fixamente pro escuro, que é componente principal do abismo, e ele tem olhado fixamente pra mim. E fica nessa troca de olhares infinita e eu pude perceber que o escuro é tão confuso quanto eu. E que existem muitas coisas lá, mas que não dá pra ver, só sentir. E eu queria saber como é o escuro.
...
Ah, nem sei porque tô usando essas metáforas baratas de livro de auto-ajuda se eu odeio tanto isso!

Ontem de noite, quando eu estava quase entrando em depressão (mentira), chega uma carta pra mim. Era da Raquel. Tinham umas palavras bonitas e fofas escritas numa letra miudinha demais, mas muito legível, e uma barra de chocolate. Eu sorri até as bochechas doerem horrores e devorei a barra de chocolate em 10 minutos (ou não, porque minha relação com o tempo é muito conturbada). Ah, menininha, você é bruxa! Tudo bem, não é porque eu sei que você tem medo dessas coisas. Mas, hmm, ai, parece que você mandou a carta num determinado dia pois saberia que o dia em que ela chegaria até mim estaria sendo um dos mais ruins desse ano.

O pior de tudo é que parece que essa crise maldita está me deixando super triste, mas nem está. Só estou me sentindo sufocada, porque nem saber o que devo fazer eu sei. E isso nunca aconteceu. Só uma vez, ano passado, pra dizer a verdade. Mas tinha motivo, e eu estava realmente triste e eu sabia que era o pior momento da minha vida. E eram tantas coisas de uma vez só que por isso fiquei sem saber como deveria agir.

Parece que o mundo está acontecendo em outra frequência e eu não estou conseguindo me ajustar, e, poxa, isso é tão ruim. Não que eu queira estar igual a todos, mas não quero me sentir tão... tão... avulsa.
Porque minha frequência sempre foi outra, só que de repente ela ficou toda desrregulada (é assim que se escreve?) pra mim. E não se encaixar naquilo que você é, nossa, terrível.

E... Ah! Já chega! Vou calar meus dedinhos.

Ps¹: Luiiiiiiiiiiiza! Eu não tenho orkut. Hahaha.

Ps²: Apaga o "desrregulada" e coloca "desregulada".
Brigada, Ana. :D

45 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Vc sofre do mal dos que pensam demaaaaaais! Eu sou assim tb, às vezes penso tanto sobre tantas coisas, que minha cabeça fica com uma sensação de dor, mas não é dor!

Pra isso não tem jeito, ou a gente nasce assim, ou não nasce, o negócio é ir aprendendo a lidar com isso, até hoje não consegui direito... rs

bjs

Dama de Cinzas disse...

Muito! ahahah

Ana Laura disse...

Concordo com a Dama de cinzas, você é conturbada em meio a tantos pensamentos.
Lembra quando você me descreveu a seqüência rítmica em que seu precioso cérebro trabalha? Você só esqueceu de acrescentar que tudo aquilo acontece a 1.000km/h. Você é muito dentro de pouco tempo e pouco espaço!
Relaxa guria, seu blog tá bombando, seu layout é lindo e você é uma fofa e sem nenhuma demagogia é uma das pessoas mais criativas que já conheci nesse "mundo blogger". (ISSO NÃO É AUTO-AJUDA, NÃO É PARA REPETIR EM VOZ ALTA, NADA DISSO, hahahahaha)

Isso é fase conflituosa, e agora entendo porque você disse que se identificou com o meu texto de ontem!


Outro.

P.S.: Só porque você perguntou, é com um r só. Só se repete a consoante quando ela se encontra em meio a duas vogais. Muito normativismo. Argh! Não sou Pasquale viu? Aliás, odeio ele! hahahaha.

matheuss disse...

vixe, eu sempre fico assim. é um saco mesmo, mas chocolate e amendoim sempre me ajuda (nao coma caso seja alérgica). sabe de uma coisa? o que importa o layout, se agente (ou pelo menos eu) está aqui para ler voce. eu nao me importaria tanto, o que importa é voce, ok?
fica bem =}
bju**

Ciça. disse...

Pensar demais? Sei bem oq é isso.


:*

Ana Laura disse...

Claro que entendo. Quando a gente digita, o cérebro faz associações automáticas, eu por exemplo vivo confundindo S com Z, S com C, etc... Mas isso é só quando digitamos. Então relax!

Imagina, nem precisava dos créditos! =)

Cin disse...

Vc esta naqueles momentos: Pare o mundo que eu quero descer!

Mas a noticia boa é que isso passa e qdo vc menos espera as coisas voltam aos eixos.
Enquanto isso n acontece pode desabafar á vontade, q a gente tá aqui pra te escutar.
Bjinhos!

Ana Carolina Braga disse...

Não sei se você gosta do Zeca Baleiro, mas tem um trecho de uma música dele que diz assim:

"Até um canalha precisa de afeto
Dor não cura com penicilina.."

saca?

Lindinha, tudo vai passar ...
Gosta da Legião Urbana, também? Garota de bom gosto! =)
Então lembra-se sempre daquelas palavras do R.R:

"Tudo passa, tudo passará...

E nossa estória não estará pelo avesso
Assim, sem final feliz.
Teremos coisas bonitas pra contar.

E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe pra trás
Apenas começamos.
O mundo começa agora
Apenas começamos."

pelo menos, eu tô tentando fazer isso! =P os dias também não estão nada rosa pra mim ...

Vou "linkar" teu blog, ok?

bjs, melhoras...

Jaque disse...

Eu desisti de pensar: "essa menina tem um jeitinho tão... (er... que palavra eu devo usar agora? Qual? Não, essa não... Tbm não... Hum... Yeah! Especial!)"especial" (entre aspas?)de dizer certas coisas. É que, ah, mentira, nem desisti.

Ó, como dizem por aí, pensar enlouquece, viu?


Queijos!

Paulo R Diesel disse...

Tô achando que tu só queres criar polêmicas e nem estás assim tão em dúvida quanto a frequência do mundo e a tua,

So pra te tranquilizar, já tenho alguns anos a mais que tu e muitas vezes, a noite, também fico a olhar o escuro e tentando ver o que tem dentro dele.

As vezes se consegue. Continue a procurar...

Bj.

Janete Andrade disse...

aff! --'
sei exatamente o que vc tah passando, sofro com essas crises frequentemente... =X
e o pior é não saber porquê, o que tah tirando seu sono, perguntas sem respostas, dúvidas que nascem não sei onde sem soluções, enfim tantos questionamentos que passam em uma noite apenas e nos tiram o sono, a paciência, pensamos tanto, que nos tira até o raciocínio. ;#
ãin, bem pelo menos não sou só eu que passa por esse tipo de coisa, vc também... :/

=***

Luiza disse...

Cara isso também acontece comigo e fico maioria das noites olhando pro teto e pensando até pegar no sono!
As vezes penso demais e acobo perdendo o sono!
não fiica assim nãão!
haha! vc não tem orkut eu não tenho blog !
relax baby!
sempre que passar aqui vou comentar gosto das coisas que você escreve porque muitas das coisas tem a ver comigo ou com coisas que eu passei ou tô passando!
;D
;***

Luiza de novo! disse...

escrevi tanto a palavra coisa ;/
e eu não sei onde apaga o comentário mas vc entendeu isso que importa!

Lih disse...

ah, que maravilha... estamos todos desregulados nesse mundo... aff maria!...

eu preciso de sintonia!...rs

bjs bjs!!!

raquel disse...

Às vezes eu fico mei encabulada de comentar aqui, é tanta gente que, nossa…! É como eu te disse ontem “tudo muda e tudo passa”. Aí você disse que não saberia quando isso ia passar e eu fiquei, por um momento, sem saber o que dizer direito. Olha, você não precisa entender certas coisas, a vida e tudo o que acontece nela. Eu não sei de nada disso, mas eu prefiro acreditar que sei e tá tudo bem, sabe? Então! É só se disfarçar.

Eu, como insone, converso muito comigo antes de dormir, não sou muito boa ouvinte não, mas o monólogo de ontem foi muito profundo. Às vezes é bom. Você pensa em certas questões que jamais passariam pela sua cabeça!

“E fica nessa troca de olhares infinita e eu pude perceber que o escuro é tão confuso quanto eu. E que existem muitas coisas lá, mas que não dá pra ver, só sentir. E eu queria saber como é o escuro.”

Eu já fiquei horas com uma pessoa falando sobre essas coisas que a gente não pode ver e nem pegar — só sentir. Nesse dia, eu estava leve, como uma pluma. Nem percebi o tempo! Tempo pra quê? Plumas não precisam de tempo. Creio que se no dia eu estivesse como você, e, acredite, eu sei o que é isso, bom… Talvez tudo não fosse tão bonito.

Irei me contradizer, não lembro muito do que eu escrevi, mas eu devo ter dito alguma coisa sobre o fato da minha pessoa explicar o mundo e tudo do universo pra ti, não disse? Pois é. Escrevi a carta de madrugada.

Caramba, não gosto de você assim, quer dizer, eu gosto de você, mas eu não gosto de ver assim, desanimadinha. Estaremos fodidas, não é? Pois é sim!

E essas coisas sobre como-agir, bah, nem digo nada. Eu ia dizer pra você não fazer nada. Mas isso lá é coisa que se diga? Certas questões só são resolvidas com a gente mesmo, principalmente quando a gente nem sabe o que é que nos aflinge! Ai! Que aperto que eu sinto no peito, guria. :T






Beijos, beijos e mordidas e um abraço sufocante e um peteleco indolor, tá?
Amo você! Nhac! Fofa!

Sales_Root disse...

Ei Naty (posso assim? heheh)
Seu cantinho é uma fofura e se me permitir passarei por aqui mais vezes.
No mais aproveita mesmo o silêncio e um pouco da escuridão, são ótimos para nos responder às piores perguntas. Melhor é claro que livros de auto-ajuda. rs
Abraços

izai disse...

suas metaforas baratas são riquissimas!

Marcelo Martins disse...

Logo logo você se encontra de novo, calminha aí...
Tenho lá minhas crises de "et" também.
Acho que não me ajusto à nada, que nada serve pra mim e que tudo é feio.
MAs depois passa,,,
E volto a enxergar a beleza nas coisas, nas pessoas e nas situações.

Beijinhos.

Tamara disse...

Ai Nathy,se vc conseguir entender esses lances da vida,vc me explica?
Pq a minha ta uma confusao...


Bjo!

Bill disse...

Nat, tô voltando lá do Bazar do Chupeta! Só consegui entrar na terça, mas não deu pra comprar nada. Na quarta, falaram que pobre não entrava, que ia ter leilão só pros grã-finos de Sampa, tá sabendo? Fiquei de fora!

Mas, não tô nem aí! Sabe o que gosto de fazer quando eu fico assim que nem você ficou ontem? Quando eu morava no Rio, perto do mar, ia pra praia e ficava olhando aquela beleza. Passava logo. Quer dizer, eu dizia que ia pensar seriamente nos enigmas do Universo só no dia seguinte, e me distraia com o vôo do mergulhão e outros afins. Hoje, mesmo longe do mar, digo que vou pensar seriamente no dia seguinte. Pensei assim ontem. E, certamente, pensarei assim mais tarde, com a cabeça no travesseiro.
Você mora perto do mar?
Experimenta!
Mas sabe mesmo o que me deixaria feliz? Chegar em seu blog e ler um post com o título: Bill! Eu aqui, e não o Clinton ou o Gates hehe!!
Aí sim eu me sentiria em paz com o Universo hahahahaha!!!
Tenho paciência. Sei esperar.
Bjoooooooooosssssss!!!

Lorita disse...

Queridona, o que vc faz que ainda não é contatinho meu de msn heim?
Dá pra parar de ser linda e louca e me adiciona jáaaaaaa! hehehehe
alineriver@hotmail.com.

Crise? o sobrenome dela é Aline! Somos assim ó... (junta os dedinhos anulares e esfrega)rs...

Bjm

Estava Perdida no Mar disse...

Ai...tb já fui assim de ficar pensando demais. Hj em dia já aprendi a dosar o pensar com o agir. Já deixei de ser a Carolina da música do Chico.
Beijos, querida.
Linda...linda a nova template.

Júlia Horta disse...

Pois é, tanta coisa na cabeça!
Às vezes, temos certez que estamos seguindo pelo caminho de repente deparamos com outros caminhos que também consideramos certos e aí começam pensamentos, dúvidas!
Adorei o blog, adorei o post!
É bom ler seus pensamentos :)
Beiijão, Ju

Tatiara Costa ; ) disse...

Nós seres humanos somos assim...complicados....
Abraço.

Thais Velloso disse...

ah, posso te linkar no meu blog? :D

forest disse...

Olha, quando eu tinha a sua idade isso também me acontecia. Pode ficar tranquila que com o tempo isso piora bastante. abraço e parabéns pelo blog.

Aju disse...

Tudo na vida passa, ate uva passa! É um ditado ordinario, mas verdadeiro :)

Bjos

Duas estranhas não tão estranhas disse...

Olá!!!


Bem,acho q meio q te entendo.Esse ano,na verdade nem 2 semanas se passaramqndo descobri algo q fez meu mundo perder o sentido,o ponto de referencia...
Fiquei meio sabe como em transe?meio fora do ar?e normalmente já fico c/ kbça borbulhando de tanto q penso(principalmente antes de ir mimir)mas dessa vez foi loukura msm...
Mas to melhor!Por isso te digo:vc vai se achar,cada um tem seu tempo p/ isso..mas estravaza sabe?poe p/ fora,qndo estiver sozinha(se for mais timida,reservada) gritaaaaaaaaaa..isso faz um bem...rs


Beijos!


Mmiss T!

Mariana disse...

Como falaram lá pra cima :"Pare o mundo que eu quero descer!"

E mocinha, sei bem como vc se sente. Eu juro que eu sei.

"Parece que o mundo está acontecendo em outra frequência e eu não estou conseguindo me ajustar, e, poxa, isso é tão ruim. Não que eu queira estar igual a todos, mas não quero me sentir tão... tão... avulsa.
Porque minha frequência sempre foi outra, só que de repente ela ficou toda desregulada.."

Essa também sou eu. Minha terapeuta (que não está mais de férias) me disse que faz parte do processo de amadurecimento. Tive isso aos 13, 15, 17 e agora com 21.

Acho que somos do tipo que largamos ou na frente ou atrasadas no desenvolvimento. Fica pra pensar.

Beijocas flor!

Aproveita esse momento desregulado e enloucresça e malucresça!

Lígia Carvalho disse...

Chuta que é macumba!

Já dizeia Cecília Meireles: "Tenho fases como a lua"

Pense bem, vc tem a nós! Comentadores assíduos! (só pra tentar te fazer sorrir com um piadinha sem graça)

Buh!

Bjs

Lígia Carvalho disse...

:( é uma pena!
Mas, porém, isso não impede que eu vá lhe visitar na cidade maravilhosa! AiH eu iria odiar sabe...
E a Srta poderia tbém vim passear comigo nos parques e bosques de Ctba...\oo/

Bjs

Luc's. disse...

Não sei o que é melhor, a carta ou o chocolate. Ou os dois. Juntos. [..] Uma carta de chocolate? Carta comestivel? hnmmmmm!

Bjos querida,
parabéns pelo Blog!

su ellen. disse...

- nossa, me senti você :)
ando tão perdida, e com uma vontade louca de me achar!
o pior é que cada vez que eu tento cortar caminho, fico mais longe da "chegada".
ontem eu li um texto bastante interessante ...
Sempre é preciso saber do Fernando Pessoa.
que angústia, quem é que decidi quando essas malditas etapas acabam ein?
quem é que decidi quando temos que pulá-las? ;/

beeijo :*
linkei você tá?

Amanda disse...

Vc sofre do mal dos que pensam demaaaaaais! [3] Tente não levar as coisas tão a sério, moça! As vezes o que tá te deixando magoada é uma mínima coisa... Relaxe! Beijos!

Jaque disse...

Amigas de infância, né? Quem vê pensa! uhhauhuah Mas lembra...? Vc aceitou ser minha amiga... Hum? Hum?

Ganhei mordidinhaaa! ^^ E que é bobinha, que nem eu. Adorei!

Quando chegar em casa eu te adiciono.

Super queijo (que mania de fazer esse trocadilho tosco, meu)!

Jaque disse...

*Editando*

E vc é bobinha, que nem eu.

Wev's disse...

10 minutos com uma barra de chocolate é uma eternidade!!!

Vida em Palavras disse...

Nat não sei se você vai ter um tempinho mas coloquei um desafio p/ vc lá no Blog. Espero que goste. BEIJINHOS E BOM FDS!!!

Andréia disse...

"...E não se encaixar naquilo que você é, nossa, terrível."

tbm me sinto assim as vezes... sei que é horrivel ams acho que estou me descobrindo e tentando descobrir onde é o meu lugar..


beijosssss

Bianca Feijó disse...

Pessei por aqui e dei boas risadas com seu texto!

Voltarei mais vezes!

beijos!

Palavras quase racionais disse...

A insatisfação é características daqueles que querem algo mais...
Então continue em suas buscas que na medida certa, farão com que vc seja ficar ainda mais querida do que já é..
beijinho pro cê.
Glaucia

Cecília Borges disse...

Nathália,
você quem vai mudar de freqüência.
Essa "coisa" que não tem um nome muito definido talvez seja sintoma de mudança. Mudar. Ganhar um novo ponto de vista de tanto conversar contigo mesma! Nunca é ruim.
Aham, está bem auto-ajuda esse papo todo, mas, c'est la vie e estamos nela para nos molhar!

Um bj. Conheci o blog hj, achei bacana!

Junkie careta disse...

"Depois de todas as tempestades e naufrágios, o que fica de mim em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro."
(Caio fernando Abreu)

Isso passa...depois volta. Depois passa...Depois volta. É assim que funciona a roda viva da vida baby.

Vc vai tirar de letra.

Grande abraço

rayza quem? disse...

é, eu também me senti assim pela maior parte da minha curta vida. que o mundo andava e eu ficava, enfim. não sei nem como te consolar, sabe, pq eu tb nunca sei como me consolar. outra coisa é essa de ficar horas falando consigo mesma de noite, antes de dormir. acho q faço isso desde quando me lembro.
insônia, insônia. desconforto.
é um temperamento meio artístico, não sei.
eu vivo dizendo pra mamãe que preciso de análise, ela não me acredita.


beijo :*
melhoras :T

Mary West disse...

Ahhh angustias angustias, velhas companheiras dakeles q pensam demais. Tudo dá certo, tem q dar!

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.