domingo, 18 de maio de 2008

"Gueto de gente esquisita

... Onde eu me incluo"

Raquel disse isso e eu fiquei inspirada.
E bem, como não são muitas coisas que me inspiram, decidi por bem não deixar o turbilhão de pensamentos que me invadiram passar em branco.

Gente esquisita de verdade.
Agindo como se a vida fosse um filme, como se tudo sempre tivesse flores, borboletas e sol brilhando.

Sempre me imagino de mãos dadas com a pessoa que eu amo, passeando num lugar bonito e falando sobre as coisas da vida. Sobre todas as minhas teorias de pseudo-intelectual sobre o universo e todos esses papos filosóficos.
Usando as teorias da química e da física nas coisas simples da vida e complicando tudo.
Complicando tudo pros outros, porque na minha cabeça é tudo tão normal e bonito...

Se eu pudesse, viveria no bar (de preferência na Lapa), bebendo uma cerveja (ou o que quer que tivesse álcool), jogando sinuca e falando sobre um monte de coisas misteriosas à respeito do sentido da existência.
E tem que ter álcool.
Não que eu seja uma álcoolatra irrecuperável, mas é que já reparou que o álcool faz os pensamentos fluirem muito melhor? Então...

Tenho ouvido muito Placebo.
As músicas me fazem querer andar pela cidade com as mãos no bolso e observando as pessoas. Observando o que elas fazem, como andam, as expressões faciais. Depois deitar num banquinho de praça e olhar pro céu.
Me perderia durante horas nessa observação.
Eu já fiz muito isso. Matava aula e ia pro centro da cidade. O encantador centro da cidade, com seus hippies estranhos e executivos charmosos. Aliás, como aquelas mulheres conseguem andar o dia todo tranquilamente em cima daqueles saltos finíssimos e chiquérrimos? A gravidade não atua? Impressionante, não é?

Eu queria que a minha vida inteira fosse mp3 com Placebo - bar na Lapa com quem eu gosto - ruas da cidade - andar de mãos dadas com quem eu gosto - bancos de praça da cidade - céu.

Admito que minha visão de vida perfeita é bem utópica. E pra vivê-la plenamente eu teria de fazer fotossíntese.
E daí eu seria verde.
...
Não! Que horror!
Apesar que eu até toparia ser verde se como prêmio eu ganhasse uma vida dessas, 24 horas por dia.
Mas fazer o que se o trabalho enobrece o homem e é necessário levar o leite das crianças pra casa, não é mesmo?

Mas, como eu só tenho 19 anos e por enquanto necessito somente estudar feito uma louca desvairada:
Ei! Vamos caminhar sem rumo pela cidade falando sobre as coisas da vida?



Ps.: Matheus, momento de glória! :D

50 comentários:

Flávia Batista disse...

heheheheheheheheheheh

sempre buscando a vida perfeita... é o q todos querem... mas nem sempre a vida perfeita é como a utopia q a gente tem né?! e nem por isso a vida deixa de ser perfeita!!!


bjao

Paulo R Diesel disse...

Não vejo nada de esquisito no teu relato.Tá, ficar verde é meio assim, mas o resto eu também faria.Não tenho mais 19 anos mas levar o leitinho das crianças para casa já parei a um tempão.

Bj.

Tâmara disse...

Porque andar de maos dadas com quem se ama, joogar siunuca e tomar cerveja é essencial ...
heheh]

Bjao!

Ciça. disse...

[Se eu pudesse, viveria no bar (de preferência na Lapa), bebendo uma cerveja (ou o que quer que tivesse álcool), jogando sinuca e falando sobre um monte de coisas misteriosas à respeito do sentido da existência.]
Exatamente oq eu queria pra mim! :P


:*

Giuliana O. Santana disse...

ushoasihsoshoahosua
"Por enquanto preciso somente estudar feito uma louca.." hahahaha
pois é..Todo mundo fala "aah, mas você só estuda,,Cara***, po***..estudar é coisa pra cac***!!
ahuahauhauha
exagerei? talvez um pouquinho..
ahuahuahau
adoreei seu post..Muito bom!
Obrigada por ter comentado lá no meu blog.. ;D
beeeijoo

Ana Carolina Braga disse...

Oi Nathália,

sobre o "meme", é apenas você escolher um pensamento, uma música, um trecho de um livro que você goste, tanto faz... o importante é que você goste e ache aquilo importante pra refletir e queira passar para os seus amigos, é só esse o desafio! Não tem que comentar, tecer comentários nenhum sobre o seu texto escolhido, nada disso..é só divulgá-lo, saca?

;)

Beijos!

amália :) disse...

maldito murphy (até então eu nem sabia da sua existência, acredite se quiser. xD dai que o google me deus uns toques)hahaha
vamos sim caminhar sem rumo pela cidade falando sobre as coisas da vida. tô precisando abstrair :D

Dama de Cinzas disse...

Houve uma época, há alguns anos atrás que eu gostava de encher a cara e sentar com o hippies da CineLandia e ficar fazendo pulseiras. Sempre gostei daquela área ali porque acho que mistura todo tipo de gente!

Um tanto de álcool faz a vida ter um outro brilho... rs

Tb não consigo entender como algumas mulheres andam de salto fino como se tivesse andando de tênis... rs

Beijos

Janete Andrade disse...

nossa seria tãão bom se a vida fosse mais simples hein? :)
andar pelas ruas despreocupada, como se a vida fosse um conto de fadas, de mãos dadas com a pessoa q amamos... seria tãão bom se não tivéssemos tantos problemas na cabeça, se carregássemos mais realizações do q sonhos! =D
mais infelizmente a vida é beem complicada, ou talvez felizmente né? talvez essas complicações nos torne melhores né? ;}
sei lá sãão tantas dúvidas q carrego no meu coração. :~

=***

Pavón disse...

Ow coisa boaaa...
Convite aceito, caminhar pelo centro divagando pela vida, até a Lapa, beber algo com alcool e deixar o pensamento fluir livremente...

Quem disse que a utopia nao pode ser realizada? rss

Beijos

*Raíssa disse...

Tirando a as teorias da Física (que eu nunca fui boa e nunca gostei), o álcool, a sinuca e bares da Lapa, a sua vida utópica me parece boa. Mas, na minha vida utópica, faltou andar de noite na praia com quem eu gosto e comer muito³ sem engordar nada (seria ótimo). Se fosse pra mudar de cor, preferia ser azul, é mais bonito que verde :)
Só ouvi uma música do Placedo até hoje numa rádio há uns 3 anos e não lembro dela. Como tem algum problema no meu computador que me impede de ouvir música na internet, não consigo ouvir a música do seu blog, então qualquer hora dessas eu escuto Placedo de alguma outra maneira.
Beijos

Tanmi Morais disse...

adoreei õ/
cheio de bom humor...

é uma pena mesmo que a vida não possa ser como agnt imagina =//
mas ainda bem que pelo menos podemos sonhar...

PS: espero escrever muitos outros textos agora que dei o primeiro passo :) vlw!
aaah, te linkei, espero que não se importe...

=*

Talita disse...

Não posso dizer que iria para o centro da cidade,deitaria num banco da praça e observaria o céu ou faria compania aos hippies,já que minha cidade é muito,muito mesmo pequena,e nem hippies tem :P

Mas também vivo idealizando minha vida perfeita.

;*

Mari Vianna disse...

aaah meu bem, eu me incluo nesses pensamentos também. Tem coisa melhor do que "viajar" sem sair do pais? só sair, fazer o que der na telha, beber e conversar sobre o que acha bom ou não, sei lá, qualquer coisa.. não tem coisa melhor, MESMO.

mas claro, moderadamente (experiência propria! hahahahah)

beeijos

Ana Carolina Braga disse...

=P
Eu já passei dessa fase de querer uma vida de bar, alternativa e tudo mais ...
Tô numa fase de querer algo mais normal mesmo, de um bom emprego e se preciso usar os saltos alto! ;)

E sobre a vida, a melhor coisa que temos que fazer...é deixar as coisas acontecerem naturalmente... não tem como buscarmo uma vida perfeita... ela mesma se faz perfeita naturalmente...

Dama de Cinzas disse...

Acabei de ler seu email! Sensacional... rs... Vou responder explicadinho! ehehe

Beijos

Mariana disse...

Sim.. vamos caminhar falando da vida!! hehehe

beijocas

Narradora disse...

Bom, eu topo andar pelo centro e falar da vida... o programinha bom.
:)
Bjs

☆ Sandra C. disse...

[i]Gente esquisita de verdade.
Agindo como se a vida fosse um filme, como se tudo sempre tivesse flores, borboletas e sol brilhando.[/i]

Uma vez minha irmã me disse que os loucos eram mais normais do que os considerados seres "normais", porque eles não se conformavam com isso que chamamos de vida. Isso, da vida ser esse "filme", como se tudo tivesse flores...

Mariana disse...

Hippies! Eu os amos!
Exceto quando eles tentam me empurrar seus produtos. Aí não.

:*

Igor Lessa disse...

Pode ser que não role Lapa todo dia, mas a hora de perambular por aí escutando música é mesmo agora. Aproveite!

Eu podie ter feito mais isso, se não ficasse sempre achando que tinha que haver alguém pra ir junto. Besteira...


Adoro os seus posts!


Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

.a negra. disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

qto ao bebida eu dispenso!

já tive negativas lembranças qto a isso!
- mas ao vamos passear. ox vamo simboraaa!!!

andar sem rumo, sem destino, sem noção e sem preocupações!
( oooh só nos meus sonhos mermu!ops..no teu!)


Ps:
tem presentinhu pra ti no meu blog!

big bejo

Ciça. disse...

Se a gente encontrar um dia, te devo um pedaço de ovo de páscoa, uma fitinha do Bonfim e um brigadeiro! aehhuaehaueae.


:*

Flávia disse...

A minha vida perfeita seria poderme desmaterializar aqui e me materializar numa outra cidade, num outro quarto, do lado que de quem eu tenho saudade... Com vinho, chocolates, frio lá fora e calor por dentro. E, ao abrir a porta, descobrir que não existe mais nada além.

Sonhar não dói, né?

Beijos!

Marcelo Martins disse...

Bar na Lapa?
Acredita que só agora me dei conta de que você é carioca?
Placebo é Coll, mas eu prefiro Massive Attack,rs.
Isso do álcool fazer os pensamentos fluírem melhor...Tenho cá as minhas dúvidas sabe.
Se bem que Tom Jobim só compunha completamente bêbado.
Ele nunca largava aquele seu copo de whisky, e produzia maravilhas, vai saber...
Acho que a minha vida perfeita seria casar com quem amo e viver em uma bela casainha nas montanhas.

Beijocas, fofinha =)

Jaque disse...

"Ei! Vamos caminhar sem rumo pela cidade falando sobre as coisas da vida?"

Eu vou! Só não sei se sou a pessoa mais indicada pra falar sobre as coisas da vida.
Ah, e se me chamar pra jogar sinuca, eu vou tbm!

Beijo na testa, doidinha! :*

TOOP disse...

hahaha... então aproveita, pois este é a fase boa!!!

\o/

Luiza Rangel disse...

Nath, eu mais uma vez aqui,sim a Luiza que comentou 1000 posts anteriores este!
ADOOOREI o post como sempre!
ah porque amo andar de mãos dadas com quem eu gosto e observar o céu
aa e quem não gosta?
são coisas simples que me deixam feliz
Sim, vamos andar na rua pensando na vida \o
quanto a jogar sinuca eu nem sei ;x
e a cerveja eu topo ;]
;**

Luiza Rangel disse...

Nath, eu mais uma vez aqui,sim a Luiza que comentou 1000 posts anteriores este!
ADOOOREI o post como sempre!
ah porque amo andar de mãos dadas com quem eu gosto e observar o céu
aa e quem não gosta?
são coisas simples que me deixam feliz
Sim, vamos andar na rua falando sobre coisas da vida \o
quanto a jogar sinuca eu nem sei ;x
e a cerveja eu topo ;]
;**

Anônimo disse...

Sinuca _o/

Sujeito Oculto disse...

Placebo, sim! Sucker love, I always find someone to bruise and leave behind! A cena de mãos dadas tá mais pra Turtles, Happy Together! Mas a cerveja é o que conta mesmo. O álcool continua sendo a melhor das drogas. Só lamento pela ressaca.

matheuss disse...

nathália... tu mora no meu coração, sério
e eu tbm sou comprometido, então uma beliscada de nariz em você guria










dkalsnfsjkdgbxflgndzlgjndlºjfgsd
agora eu vou ter que passar a vida vindo aqui pra matar o desejo incontrolável de ouvir summer's gone...




nada mais pra dizer...só... um dia a gente vai andar junto ouvindo placebo e bebendo cerveja

beijo meu queijo favorito**

Nanita disse...

é tão bom caminhar por ai sem rumo, as vezes tenho uma necessidade disso.

e eu concordo com você qando você diz que quando se bebe os pensamentos fluem melhor :D isso quando agente nao exagera e nao consegue pensar mais em nada.! OAIEOAIEOAIEAOEI.

Beijos :*

LindaRê disse...

Me convida numa tarde de feriado e eu faço a mesma vida que vc:
"Eu queria que a minha vida inteira fosse mp3 com Placebo - bar na Lapa com quem eu gosto - ruas da cidade - andar de mãos dadas com quem eu gosto - bancos de praça da cidade - céu."
Aproveitaria e iria no "Lapinha" pra comer "escondinho".

E, em relação ao salto: no auge dos meus 19 anos eu tb achava que nao dava. Hoje, a vida me mostrou que dá... e com o mesmo salto alto e chique já corri atrás de trem - pq tb faz parte não se atrasar.
Mas ainda acho uma pena não ser elegante trabalhar de coturno.

Beijos

Salve Jorge disse...

Se você me convida
Pra viver essa vida
Não tem galho
Não sou do mundo do trabalho
Afinal enobresse é o caralho
Querem é que aceitemos a lida sofrida
Ao invés da festividade preferida
Mas se pra tí a comida
Tem de ser ganha
Nem sempre da vida a gente apanha
Basta achar a devida gente esquisita
Com eles beber
Se permitir enlouquecer
Que a vida fica bonita...

Isa disse...

Que bom :)

Te ddd o teu blog nos meus links favoritos. Fica mais fácil te visitar aqui ;)

Bjs querida!
;****

Boa semana.

Isa disse...

Cara, eu ADORO placebo!

Andrezinho disse...

Gostei do beber álcool e jogar sinuca...
Magnífico!!!
Abraço!!!

veriana disse...

eu não me importaria de ser verde por essa vida. Me parece ótima.

Adoro essa musica do Placebo. Adoro placebo. Bente, faz muito tempo que eu não ouço placebo.
vou ouvir ò.ó!

Talita Corrêa disse...

Quero uma vida boa tbem... sombra e água fresca... ou melhor "boa companhia e cerveja gelada".

Nos meus 19 anos pensava de uma maneira e agora estou me acostumando com essa vida louca. Maquiagem, salto e sorriso no rosto... SEMPRE!

Bjs.

Lorita disse...

Tenho uma boa notícia pra vc: por enqto (frisa bem o por enqto) vc pode fzr isso tudo aí que gosta. mas dpois que passar dos 25 honey, a coisa muda e o mundo cai na tua cabeça! e o bixo é gordo viu? aff que quase mata a gente! hehehehe

bjm

*Carol Porne* disse...

Olá!

Sim, a vida perfeita é útopica, mas você não precisa ficar verde para pelo menos chegar perto do que você almeja...e outra, sonhar faz bem e a gente não paga nada pra fazer isso! rs

Beijo Natália...boa semana

Nina disse...

aaaa o alcool faz tudo fluir!!!

hauahauahuahaua

Andréia disse...

olá! adorei a postagem. aproveita que vc está nova e ainda n tem um marido para querer satisfações e saia por aí explorando essa cidade maravilhosa e cheia de atrativos.

beijokas e ate+

Luc's. disse...

Então me chame pra ressaca. Ressaca que os turbilhões deles, os pensamentos, causam. Essa sim é a real "dor de cabeça". É dessa ressaca.

Ah! Um engov antes hein.


kkkkkkkkkkkkkkk!
Bjo,
Lucas

Nataliinha disse...

Adoreii o texto .
Realmente,cm aquelas mulheres conseguem andar o dia todo de salto ??
Eu não consigo nem uma hora ...

Enfiim ...

Bj bj =)

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ disse...

sim, eu entendo
ahuahauhaua

lindo pots
amei o blog!

bju

Alice Reis disse...

Eu queria que a minha vida inteira fosse mp3 com Placebo - bar na Lapa com quem eu gosto - ruas da cidade - andar de mãos dadas com quem eu gosto - bancos de praça da cidade - céu.




eu sempre quis isso!!!! e cada ano que passa, mais vira sonho distante...rs

bjo, bjoooo!!!

Bill disse...

Ah, Nat, como eu já fiz isso, aí mesmo, quando morei no Rio por oito longos anos! Comecei a trabalhar na Avenida Rio Branco, esquina de Almirante Barroso, num edifício chamado Marquês de Herval. Chico PF, hoje colaborador de meu blog, era meu chefe na época. Pra fugir do rush, eu ia dar um tempo na Lapa. E observava os passantes. Tudo assim mesmo, como você descreveu! Só não tinha a sinuca. Mas, álcool, rolava solto! Olhando hoje, parece que foi tudo bom.
Será que foi mesmo?
Bjooooooooosssssssssss!!!!!!!

Bárbara disse...

Cara! Eu naõ sei do que você reclama. Você está cansada de saber que esse é meu programa preferido e que eu sou uma desocupada total. Pense nisso! rsrs

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.