terça-feira, 10 de junho de 2008

Momento auto-análise.

Eu queria muito ter poderes mágicos.
Bom, acredito que todos gostariam disso também, mas se já seria um desastre só eu possuindo esses poderes, imagine toda a humanidade?
Não importa, isto foi apenas um pensamento solto...

Às vezes me preocupo muito com os problemas alheios, só não demonstro.
E o mais curioso é que eu só fico extremamente mexida ou com problemas de pessoas que eu amo demais ou então com os problemas de quem nem conheço. Criancinhas da África... Por aí, entendeu?

Não sei porque, mas hoje de manhã eu fiquei pensando que não é só a idade que determina o quanto uma pessoa sabe sobre a vida.
Claro que as experiências são e sempre serão a melhor forma de aprendizado, mas eu acredito mesmo que a observação e a lógica ensinam muita coisa, mesmo que estas "coisas" não tenham sido vivenciadas de fato.
Passo quase o dia inteiro presa dentro dos meus pensamentos. Quando estou na rua, muitas vezes paro e observo as pessoas. Sempre de um lugar alto, para evitar ao máximo a constrangedora troca de olhares.
Já se sentiu invisível? Me sinto assim praticamente o tempo todo. Como se somente eu pudesse me enxergar.

Sabe, eu tenho 19 anos, mas sinto que já aprendi muitas coisas, ao meu ver.
A mais importante é que rebeldia só é necessária em casos extremos.
E eu diria em situações políticas.
No dia-a-dia uma conversa já resolve muita coisa.
E quando não resolve, muitas vezes ficar na sua é uma ótima opção. Mas nem sempre é a melhor. Tudo é relativo, não é mesmo?

Eu também aprendi que não, eu não preciso agradar a maioria. É bem mais importante eu me agradar e desenvolver o amor-próprio. E também o amor ao próximo, com aquela velha história de não fazer pros outros o que eu não quero que façam comigo. Parece bastante fácil fazer isto, mas não é. Principalmente quando você tem a oportunidade de dar o troco bem acima de seu valor real, digamos assim.

Ah sim, eu já fui grunge, punk e rebelde sem causa.
E acabei descobrindo que a raiva passa, que o rancor que se pode sentir por outra pessoa não dura pra sempre, que não é necessário ser agressiva nem ficar na defensiva o tempo todo e que eu não precisava me sentir inferior a ninguém, porque eu só seria menor se me fizesse menor...

E este post está uma gracinha.
Praticamente o manual de como viver bem. Mas é que eu fiquei pensando sobre essas coisas a manhã inteira, então só queria extravasar.

Amiguinhos, vamos dar as mãos, cantar uma canção e encher de amor o coração!
(Olha aí minha veia repentista! Já posso competir com a Jaque)

51 comentários:

Lomyne disse...

Ok, vamos cantar kumbaya... rsrs... Eu gosto muito daqui, parece comigo quando comecei a escrever (por sinal, eu tinha 19 na época)

Niseloka disse...

sempre procurei uma vantagem em ficar velha...ficamos sábias.
bjos

Dama de Cinzas disse...

Eu tb gostaria muito de ter poderes mágicos, do tipo: Vc já viu aquele seriado antigo da Feiticeira ou Jeannie é um Gênio, que num piscar de olhos a cozinha que tava toda detonada, ficava limpinha como num sonho? ahahaha... Como queria ter esse tipo de poder... ahaha

Tb me preocupo com as pessoas, apesar do meu ar blasé...

Quanto a ser madura jovem isso é possível sim, só é preciso ficar atenta que assim como vc jovem observou bastante, uma pessoa mais velha com a mesma capacidade que a sua, observou mais coisas. Então a idade além das rugas, peitos caídos, gordura, traz indiscutivelmente mais capacidade de discernimento, para quem já tinha alguma quando jovem... ehehe

Beijos

vivi goodgirl disse...

concordo plenamente com vc!
pra aprender alguma coisa não adianta viver mil e uma aventuras e passar por milhoes de coisas... SÓ isso não basta! pq as vezes agente só aprende uma coisa quando está preparado pra isso, as vezes agente pode passar por uma coisa um milhão de vezes, mas acabamos não aprendendo nada e insistimos no mesmo erro... até que a idade vem e pluft! aprendemos como se fosse a coisa mais normal do mundo...

parabens! esse post ficou ótimo...

Ps.e eu tembem adooooro observar os outros... as vezes é tão bom ser invisivel, né?

BJUXXxx

LindaRê disse...

"não fazer pros outros o que eu não quero que façam comigo"
Eu ando usando isso como lema, e juro, tal afirmação vem me impedindo de fazer várias merdas! me sinto até uma pessoa melhor... e isso é importante pra gente, e não para os outros.
Quanto a saber sem viver, fazer uma análise das coisas antes de vivê-la ajuda, mas sempre a experiência real é única.

Beijos

Flávia disse...

Nathália, perdoa o atraso!!

Ontem me deu uma dor de cabeça fdp que mal me deixou olhar pro monitor do PC. Mas hoje é outro dia e vim me apropriar devidamente do que me pertence, rá! Ameeeei o selinho (obrigada!!!), rasguei a boca de rir com a frase que vc usou nele, adorei o layout do blog-teste e o próprio blog-teste é uma diliça. Aliás, vc bem que podiar deixar ele ativo pra gente, né?

Ah, sim, quanto à idade... eu tenho beeeeem mais que 19 e vivo aprendendo que algumas vezes o mais sábio é desaprender a lição do dia anterior. O que fica disso é a segurança de assumir o que a gente é. Hoje eu não me importo com rótulos, apesar de não gostar deles. Gosto de mim com toda a instabilidade que existe no meu ser.

fofis mesmo esse post.

Beijom!

Apobw disse...

E num é q vc th certíssima!! Tb aprendo mtas coisas só observando a vida e as vezes sinto como se eu tivesse vivido akilo...
Tb sou adepto a filosofia do amor próprio primeiro e tb do "não faça com os outros o q vc não quer q façam com vc" e as pessoas ñ m entendem por isso, acham q eu sempre tenho q m vingar e etc

Fabrícia ♥ disse...

esse ' manual de levantar a auto - estima ' , eu devia imprimir sabe? :D
caaaaaaaaaara , se eu tivesse poderes magicos , primeiro que eu mudava , era os homens .
MNSADBMNSABDMNSABD xD
HOHO. depois , meu cabelo , engordaria mil quilos , e etc..


HAHA .
siim , teu blog ta de parabéns caat ;@
AMO E AMO , esse teeu stylo ;}
:*
beijosmeligapragentegozar (Y)

raquel disse...

“E aí, os três porquinhos viveram felizes pra sempre. O que é que vocês tiram dessa história, pessoal?”

— Tia, eu aprendi…

Então, o seu post tá muito isso! Hahaha! Bem a sua cara de princesinha high society inglesa mesmo.


Ó, eu não tenho uma opinião formada sobre idade vs. conhecimento da vida. Porque a vida engloba muita coisa. E, às vezes, uma pessoa jovem só tem um conhecimento em determinado ramo da vida.
Não era isso que eu ia dizer, a frase ficou estranha. Eu ia dizer que eu sou uma garotinha que acha que sabe de tudo. É, eu sou meio prepotente. Mas é bem o meu raciocínio:
Eu tenho a consciência de que não sei de nada assim da vida. Não acho que tenho nenhum conhecimento interessante. Mas, se eu digo que sei de tudo, eu sei de tudo. Pronto, agora eu sei de tudo. Sou quase um oráculo.
Não era isso que eu ia dizer. Isso ficou estranho. É impossível que eu não saiba de porra nenhuma dessa vida. Então eu vou dizer, eu acho que sou quase um oráculo em decorrência da minha análise de tudo, das experiências ridículas como fotos 3x4 traumáticas. Por aí.

Mas o que eu ia dizer é que eu sou pura preocupação. Eu me preocupo mais com os outros do que comigo. Os problemas dos outros, etc etc etc. Às vezes eu fico preocupada até com o que eu não sei o que é. Um absurdo assim. Às vezes tenho certas conversas com certas pessoas que me dá um negócio assim no coraçãozinho. Dá vontade de pegar a pessoa em questão no colo e dizer que tudo vai ficar bem.
Às vezes eu me assusto com todo esse meu espírito de mocinha de novela mexicana.

Ah, esse post não é uma gracinha. Você é a gracinha! Você é A Própria Gracinha, em conseqüência disso, tudo o que você diz, absolutamente tudo (inclusive um "foda-se"), fica uma gracinha, entendeu?
Aquapet levando choque. Hahah. Amo-te. Beijo!

.a negra. disse...

Ah queridonaa entendo beeeeem e muito bem o seu dilema..
tenho 21/ beirando 22 anos e posso dizer com todas as letras..
JÁ FIZ MUITA MERDA...e por isso hoje estou bem adubada!

fui pop/rock/fink/dance/trance/forrózeira e muitooo mais...
me arrependo de algumas coisas, mas sei que tudo é SIM aprendizagem..afinal, todo mundo tem que aprender alguma coisa na vida né?
=]

♫ Pela verdade, pelo seu poder....
Paz, Amor e harmonia...♫

PS: o email é teckabele@hotmail.com
add que aí nós nos falamos por msn tb!
Beijuuuuuuuuuuu

Luc's. disse...

Vamos dar as mãos um-dois-três que errar o passo perde a vez. (2x)

-- óia minha veia aí túmbém!


Bjo
Lucas

Salve Jorge disse...

Pois nessa sua formulação
Pra seguir a repetição
Sobrou afirmação
E faltou mais uma versão
Afinal pode ser como está à mão
Ou não..
Depende da estação
Da precisão
Da problematização
E até da encadernação
Isso nessa encarnação
Pra ficar na simplificação
De não variar a dimensão
Mas eu vou-me no balão
Esquecido da anunciação
Que se uma andorinha só não faz verão
Ainda assim eu vou com minha canção
Com sua incorreção
Enfrentando o olho do furacão...

Alice Reis disse...

vamos!! vamos!! vamos!! =D

rsrs

bjoooo

' a vida como ela é disse...

crescer ñ é só no tamanho, mas tbm no modo de ver a vida... vo adota esse estilo de vida "não fazer pros outros o que eu não quero que façam comigo" rs
bJos

Pedro Favaro disse...

Poderes mágicos me trariam responsabilidades extras?
Por que se eu pudesse escolher, seria o pode de não ser obrigado a...
Eu quero, sim. Eu não quero...NÃO.
Sem maiores responsabilidades!

Alice disse...

pois eu adorei esse pot,achei super verdadeiro!
compartilhei de muitas coisas ai escritas!
adorei!
super graFinha mesmo!
sansiajnsa


:*

Bárbara disse...

Queria poder ficar invisível e ver o que os outros falam de mim pelas costas,o.O
É tão bom estar rodeada de pessoas e se sentir como se estivesse apenas observando né?Acho que vivo isso todos os dias na sala de aula,as vezes é ruim,mas acho que já me acostumei *-*

Agora a rebeldia,sou um tanto bastante,com a política,minha mãe,amigos e por ai vai.Boa coisa para aprender a controlar,hehe.

PS:Obrigada por diminuir o selo,vou colocar lá ;)
Beijo moça;*

Lilah disse...

gostei muito!
muito mesmo

Letícia disse...

Sabe, eu concordo com você que nem sempre é a idade que conta,´eu tenho 15 anos, e acho que sei muita coisa, é só observar. Observando a gente aprende muito!
Aahh.. e lendo o post anterior, acho que vc tem o msm problema q eu, não consegue ficar com um unico layout no blog, muda toda semana xD Só q eu parei depois do trabalho q deu pra consertar uma burrada q eu fiz -.-

:*

Patty disse...

Nathália,

Também fico muito mexida com os problemas das pessoas que eu amo, mas tenho me sentido idiota às vezes por me preocupar demais, sabe?

Estamos sempre aprendendo isso não tem jeito e nada tem a ver com a idade e sim com o querer ver além dos olhos e sentir além do que somos "programados".

Ah é, esse post tá mesmo uma gracinha! Muito fofo!

Beijosss

Fábio Lelis disse...

Post interessante. Idade não representa o quanto temos de experiência, e deve ser por isso que seus 19 anos pareça muito mais. Parabéns pelo post. Bem lúcido e sincero, gostei.

Muito obrigado pelas lindas. Outra coisa, adorei o visual do blog, agora está show de bola. Beijoss...

ah, tem post novo lá no blog:

"Como chegar próximo dos poderosos?"

Acesse: www.fabiolelis.blogspot.com

*Carol Porne* disse...

Olá!

Encontramos a verdadeira sabedoria nos pequenos momentos, naquelas horas que olhamos para dentro de nós e enfim tropeçamos em uma resposta.

E dezenove anos é tempo suficiente de vida para se refletir sobre ela (ou será que eu estou dizendo isso pq tenho essa idade também?! rs)

Bjos mil Nathália

Cin disse...

E afinal pra que serve um blog senão pra despejarmos nossos devaneios?
Adoro ler suas reflexões, sempre sensatas por sinal.
AH!e mto obrigada pelo selinho aí embaixo, é uma hornra fazer parte da sua listinha. Bjos linda, ótimo dia!

Bruno disse...

Acho que se só você tivesse poderes é que a coisa ficaria complicada. Se todo mundo tivesse, ninguém ia perceber como a coisa era fantástica... issa ser o padrão. Enfim, esquece isso, é coisa de quem lê HQ ("A Casa dos M" e derivados).
Idade é só um fator da equação "como viver". Concordo contigo e acrescento mais uma ferramenta além da lógica e observação: a intuição, aquela coisa que gera insight.
E vamos lá cantar felizes & contentes \o/

Bruno disse...

"issa" = iria

Dayane disse...

Entendo bem vc,entendo mesmo.Eu tbm ja fui muito revoltada,até escrevi um post mais ou menos sobre isso.Vc lembra um pouco de mim =).

Bill Falcão disse...

"Observação e lógica" (palavras suas)! Quando eu chego aqui, depois de uma navegada ou outra, preciso levantar, dar uma volta, "me preparar", enfim. Porque não é a mesma coisa. Não é apenas mais um blog.
São pensamentos diversos, sensações diversas, como cometas cruzando o céu, vários deles. No final, você ainda se dá ao luxo de debochar do próprio post, o que o torna ainda melhor!
Sim, você, pela "observação e lógica", sabe que não é preciso esperar a experiência pra viver e pensar sobre a vida. Sei disso. Tenho um pouco mais do que o dobro de sua idade (cronológica, apenas!), e não me considero tão melhor do que quando tinha 19 anos. Não mesmo.
Mas, por que tô falando nisso? Ah, porque, enquanto lia, pensava em certos temas filosóficos, que li em Schopenhauer, Sartre e Camus, principalmente esses três. Você talvez não saiba, mas segue uma linha de "observação e lógica" muito semelhante a esses caras aí. Quer tirar a prova? Nem precisa ir na fonte. Recomendo apenas uma "História da Filosofia", "Sartre por ele mesmo", "Introdução ao pensamento existencialista", alguma coisa do gênero. Você tá lá!
E eu já "falei" demais! Chega!!
Ah, e também lembrei agora de Frank Zappa e o The Mothers of Invention: a música se funde com outra, e mais outra, é jazz, é circo, é rock, pra onde vai?, e, no final, todo mundo cai na gargalhada! Você é assim!
Observadora. Lógica. Mas com todos os instintos no lugar!
Meus respeitos, mylady!

Kira! disse...

Bom, acho que a gente aprende muito com experiências, independente da idade, e também com o APRENDEMOS com essas experiências pelas quais passamos.
Alguns aprende observando erros dos outros,e aprende a não cometer os mesmos (só que as vezes é necessário, pra aprender de verdade!!!). Aprendemos por instinto, as vezes sem querer deixo de fazer algo (me apegar por exemplo!), já é automático, porque sei que se fazer isso posso me machucar. Não digo que é um aprendizado, mas com algumas pessoas é assim que funciona...algumas funcionam no 'automático' =)

Mas sabe, depois de um tempo, observando algumas pessoas eu vi que idade não determina nada em questão de 'como eu entendo a vida' ou coisa do gênero. =)

beijos
=*

Roseana Batista disse...

Adorei o blog!
Também tento seguir o preceito:
"faça aos outros o que gostaria que fizessem a você"... e é difícil mesmo!

E vc se mostra uma pessoa especial por prestar atenção no Mundo, nos outros... pq muita gente passa todo dia por tudo e todos, e só passa, como uma máquina! Esquecendo-se do "sentimento do mundo"!

Parabéns pelos posts!
Amplexos!

=*

Jaque disse...

Eu sempre falo que, na minha opinião, pra saber sobre as coisas da vida (não absolutamente tudo) não basta que vc tenha 70 anos de idade. Mas, ao mesmo tempo, sei que esse conhecimento pode ser puramente superficial, dá pra notar isso quando, numa determinada situação, onde vc imaginava que sabia como aquilo aconteceria, pensava qual seria a maneira certa de agir, e no final das contas, percebe que não sabe de nada.
Cara, eu me lembrei até da minhas aulas de Estética, não sei se tem muita ligação com o que vc falou no post... Mas, sobre isso de que "as experiências são sempre a melhor forma de aprendizado", me veio a imagem do professor careca falando a respeito da experiência estética: vc precisa contemplar determinado objeto/momento, tem que estar presente e sentir todas as sensações que aquilo te proporciona, seja lá o que for. Tem que tá lá pra saber e sentir... Se viajou com seus amigos pra um lugar legal, vc não sentiria o mesmo se por acaso não tivesse ido, e ficado em casa, depois iria olhar como foi tudo, só que por fotografias... Por mais mega lindas que elas parecessem, e, em homenagem, tivessem uma carinha com a sua foto pra dizer que vc estava presente de alguma maneira, não seria a mesma coisa.

***
Hey, vc é mecânica?
Porque esse post tá uma graxiiiiinha! ;)

*esperando risadinhas...

esperando...

(...)*

Bom, beijos nas testa e vc nunca vai me superar no repente, ok?

Ana Laura disse...

Cara, me emocionei! rs
Tipo, desde que comecei a ler seu blog (há aproximadamente uns 3 meses) eu acho que nunca vi um post seu com esse tom mais grave e sem as piadinhas. rs... Nesse você até tentou satirizar mas parece que estava tão envolvida mesmo com esses pensamentos que não teve tanto êxito com a veia cômica.

Isso comprova alguma coisa... Ou que não devo te mandar receitinha de rivotril porque você está pensando em causas nobres (e não só na mudança de layout) sem o efeito dessa droga, ou que eu preciso mandar mesmo porque você não pareceu a mesma compulsiva-apaixonante de sempre!... (dúvida cruel)...

Bom, falando sério, eu também sou do tipo que quando sinto não demonstro e quando não sinto me acho insensível e sinto uma culpa enorme... Tenho fama de má mas no fundo sou manteguinha de tudo... Só que aquela coisa de amar ao próximo como a ti mesmo tá difícil, viu?

É isso, também não tô conseguindo ser engraçada... Acho que foi "criancinhas africanas" que deixaram o tom da conversa grave, enfim...

Beeijo!

Li disse...

Nova aqui Tudo bem? Eu penso muito, e isso esta me pirando, queria muito pensar menos.
Estou ficando velha, as vezes acho que evoluo as vezes acho que to na mesma de anos atras.

Abraço.

Maldito disse...

Pode crer,...já tive a sua idade (faz tempo isso), mas você não sabe se um dia terá a minha, então é o seguinte,...tudo isso que você narrou,...bem, é só o começo.
Mas vejo que tu sabe administrar tudo isso muito bem! Muito excelente.
Parabens!

matheuss disse...

realmente não sei por que tu colocou esse aviso aí em cima. ninguém nunca ia te xingar ou falar mal do que tu escreve. Simplesmente por que:
"Caralh*, isso que tu escreveu foi fod*"
bju**

Tarci disse...

Oi Flor, sabe que vc me fez lembrar de uma conversa ontem. Me disseram que eu sei demais da vida pq to com 2.6 anos.

Aí eu falei pra pessoa assim: Vc se engana, pq quando eu acho que sei das coisas, a vida me dá uma rasteira e me mostra o quanto eu tenho que aprender sobre aquilo. O quanto eu era ainda imatura.

Acredito que são as circunstâncias que nos fazem saber das coisas e não nossa idade.

Lindo post!

Mary West disse...

Um post gracinha mesmo, revelador de maturidade total. Percebi um pouco desta mudança também em mim atualmente, até na hora de comprar roupas eu estou mais "careta" por assim dizer. Foi-se os tempos em que a impulsividade dominava, agora eu acho mais válido contar a até 10.

Paulo R Diesel disse...

Poderes mágicos, varinhas de feiticeiras, nada disto é necessário se se tem um senso aguçado de observação e síntese como tu tens.
A idade só é cronológica nos registros, pois a cabeça é de cada um e cada um há de fomentá-la com as experiências que vive.

Bj, Nathália

AVESSOS disse...

concordo com tudo que voce dificil, tento colocar muitas coisas dessas em pratica mais algumas soa bem dificieis e acabo apagando por agir de maneira avessa a algumas delas. adorei o post abracos

Talita Corrêa disse...

Já fiz mta merda! Mta mesmo e sem pensar. O pior que qse sempre eu chorava arrependida =/

Hoje estou pensando mais antes de agir. Calando mais quando quero gritar!!! Aiiiii a gente tem que aprender... o tempo ensina mto.

Bjs

Amanda disse...

nháááááá
Que feliz!
Percebi essas coisas com a chegada da idade também, mas às vezes dá uma vontade de mandar tudo pra longe pra voltar a ser criança e não ter que se preocupar com problemas da vida adulta... ^^
Ficas altamente Homem Aranha espiando as pessoas de cima! hauihaiauaiah
Boa menina!
;*

Daaia disse...

temos a mesma idade.

eu tbm ja fui punk, grunge, heavt metal

não me encontrei ainda,
espero um dia pensar assim como vc

beijo

Nadja Reis disse...

Rrsrsrs...é sempre assim,toda vez que venho aqui me acabo de rir! kkkk...gostei do texto,principalmente da parte em que voce fala sobre o amor-próprio(coisa que eu só conheço de nome,mas tudo bem)rs...seus textos são bons de se ler,são leves,divertidos,mas tem sempre um sentido,e mesmo voce tendo apenas 19 anos parece ter mais experiencia de vida...ah,e obrigada pelo comentário-conselho deixado no meu blog! bjossss

amália :) disse...

mulher, o mundo já tá acabando assim, imagine se todo mundo tivesse poderes :D e eu também sinto que aprendi muitas coisas apesar da minha pouca idade :) o bom é que apesar disso, a cada dia eu descubro mais coisa. bjo :*

raai. disse...

vaamos dar as mãos
eoawheoiwheoahoeaw

cara isso me fez lembrar o que conversei contigo agorinha no msn e nem tinha lido o post ainda ._.
haha (H)
;* :D

Luma disse...

A gente é tanta coisa, mas passa, assim como a revolta, a raiva, qualquer pensamento ruim, como se fóssemos um tubo de ensaio. Bem da verdade que, devemos gastar energia com aquilo que verdadeiramente importa e já tem muita gente no mundo fazendo tempestade em copo d'água. Também sou da paz! hehehe gostei do repente! Beijus

.a negra. disse...

Ebaa selinho!
hauhaha

e musical?
Adorei!
KKKKKKKKKKKKKKKKKK

te vejo pelo msn!
;)

Carol disse...

Ei... obrigada pelo selo... agora vou me matar 15 anos de novo pra conseguir fazer funcionar... rs

Fique calma. Se com 19 anos vc já viveu coisas e apredenu com elas, está com certeza no caminho certo! Gosto do que vc escreve e tenho certeza que as experiências boas ou não lhe ensinaram muito!

Agora, vamos dar as mãos!
Beijos

Ariana disse...

Tb gostaria de ter poderes mágicos, tipo ler pensamentos!rs
Esse ja bastava!
E eu tenho isso de me preocupar d+ com os problemas dos outros principalmente os das pessoas que eu amo!
E as vezes acho isso pessimo, pq acabo deixando os meus de lado!

Belo post!

Beijo*

Pavón disse...

Uauuu...
O post tah uma gracinha mesmo, dá até uma vontade de cantar uma linda canção....
Tah bom, já me recompus... hehe!!
Beijo!

*Raíssa disse...

Ter poderes mágicos é um dos meus maiores sonhos de consumo! A vida seria bem mais fácil com eles...
Vivo pensando sobre tudo isso que você escreveu, e também adoro observar pessoas.
Beijos

*¨*Ellaehcarioca*¨* disse...

De vez em quando eu também gostaria de ter poderes pra mudar muitas das coisas que você falou ali e que também me incomodam.Acho que é tão fácil a gente acabar absorvendo problemas dos outros sem perceber (e acabam virando nossos problemas também...),fazer todo mundo entender que o bem atrai o bem e que vale a pena tentar faz^-lo,mesmo se você for o único ou pensem o que pensarem de você,etc,etc...
É, e acabei entrando no seu momento "amiguinho, vamos dar as mãos...."também..rs.Desculpe a 'invasão'.Gostei daqui!
Bjs :)

Postar um comentário

Fique a vontade para deixar sua opinião, mas seja civilizado.